Ir para conteúdo

Ir para conteúdo

Prefeitura
 
Dê sua opnião
Enquete da Prefeitura
Vote e veja os Seta Resultados
O que você achou do novo portal?
Ótimo.
Bom.
Regular.
Ruim.
Não Gostei.
Unidades Fiscais
UFM 2017 - R$ 3,1223
Notícias
Principal   Notícias
 
14/03/2017
› CASO DE LEISHMANIOSE É CONFIRMADO EM MORADOR DE GUARARAPES

A Vigilância Epidemiológica confirmou o primeiro caso de contaminação humana por leishmaniose visceral, em Guararapes. A vítima é um morador de 66 anos, que mora no bairro Centro. Após ser diagnosticado com a doença, recebeu a medicação específica e está se recuperando.

Este é o primeiro caso registrado em 2017 na cidade, em humanos. O último caso de leishmaniose em Guararapes foi em 2011.

Nesta quinta-feira, 16, os agentes de controle, os agentes comunitários de saúde, enfermeiras responsáveis pelas UBS e responsáveis pela Vigilância Epidemiológica e Sanitária vão realizar um treinamento específico sobre a leishmaniose para a realização das atividades contra a doença. Paralelamente, a VISA vai enviar materiais educativos nas escolas da cidade, para que o tema seja desenvolvido com os alunos em sala de aula.

Depois do caso, a Vigilância Sanitária e a Zoonose vão iniciar três atividades de combate à doença:

- Coletar sangue dos cães para saber quantos estão contaminados com a leishmaniose;

- Aplicação de inseticida dentro dos imóveis, em torno da residência do morador contaminado, num raio de 200 metros;

- Os agentes vão fazer o trabalho de manejo ambiental, ou seja, limpeza dos quintais das casas ao redor do caso, num raio de 400 metros.

A equipe da Zoonose Municipal, em seu trabalho de rotina, colhe amostra de sangue do animal e encaminha o exame para o laboratório Adolfo Lutz. Um dos problemas enfrentados pela Zoonose é a rejeição dos moradores em deixar que seus cães façam o exame. A pessoa pode se preferir procurar seu próprio veterinário, mas o exame precisa ser feito. Um cachorro contaminado pode até parecer sadio e não mostrar sinais da doença, mas é um perigo ficar com ele em casa.

A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa, causada por um parasito transmitido pelo mosquito conhecido como “mosquito palha”. A doença é transmitida pelo cão. A fêmea do “mosquito palha” se infecta ao picar um cão contaminado com o parasito, e passa a transmiti-lo a outros cães e humanos nas próximas picadas.

Os sintomas em humanos é febre prolongada, emagrecimento, crescimento do baço, fraqueza e em casos graves pode aparecer sangramentos. Em cães, a doença causa emagrecimento, vômitos, fraqueza, queda de pelos, crescimento das unhas, feridas no focinho, orelhas e patas.

 

 

 

 
 
 

 
Endereço - Av. Marechal Floriano, n° 565
CEP: 16700-000 | Guararapes - SP

Tel: (18) 3606-8000
Atendimento de segunda-feira a sexta-feira, das 09h às 11h e das 13h às16h.
RECEBA OS INFORMATIVOS
Brasão
© Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados. Instar Internet
Seta
icone instar © Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.